quarta-feira, 15 de abril de 2015

CINDERELLA 2015 Um filme da Disney

Esse mês estréiou em todas as salas nacionais o esperado conto de fadas da Gata Borralheira, Cinderella que tantas já ouvimos, não sei você mais a Ciderella nunca foi a minha preferida das princesas, porém ela é a prova que o sapato certo pode mudar a sua vidda . Fazem umas duas semanas que assisti e só agora tive tempo para preparar esse Post, e eu caprichei.
Percebi que o filme possui referências do filme Malévola, que foi um sucesso estrondoso no ano passado por trazer uma proposta nova de como contar histórias clássicas, Cinderella chega aos cinemas ampliando o cenário e vida de uma princesa, com novas imagens e lugares.
Ao iniciar o filme vemos Ella junto a seus pais, em uma infância tranquila e feliz, onde a pequena jovem já demonstrava sua bondade e personalidade forte. Após o falecimento de sua mãe, Ella e seu pai se tornaram muito próximos, sempre recordando dos momentos que viveram ao lado da mãe. Seu pai saia em muitas viagens e em uma delas encontrou um novo par que o leva a reconstruir sua família. E por força do destino, ele também falece, deixando Ella a mercê de sua nova madrasta e suas meias-irmãs.
Ella cresceu uma bela jovem, virando motivo de inveja e despeito das outras mulheres da casa, suas meias irmãs começam a fazer trocadilhos com seu nome e as funções que exercia, chegando ao nome Cinderella. Cinder significa “cinza” ou “fuligem de lareira”, que junto ao nome da garota criaram o seu nome referencial.
A história se mantém muito próxima ao filme original, salvo o primeiro encontro com o príncipe e a enfase na promessa que Ella fez a sua mãe antes dela morrer: De sempre ser gentil! A produção é extremamente rica, todos os elementos foram cuidadosamente pensados antes de serem inseridos no longa. Figurino, fotografia e trilha sonora impecáveis, e o momento que Ella chega ao baile é de suspirar. Ela é digna de realeza, perfeita, quero um igual! A trilha sonora, efeitos visuais, audio e afins são impecáveis, suspeita vindo de mim que sou a garota Disney. Let it go!

O  papel de madrasta feito por Cate Blanchet ficou impecável. Trata-se de uma mulher amargurada que vive na sombra de uma primeira esposa falecida e sua filha, bela e formosa  porém um tanto quanto sádica e fria. As irmãs são um ponto a se desejar em interpretação, mas percebe-se que é proposital. Elas são pedantes, e extremamente irritantes e fúteis mas como todo o enredo e elenco foi minunciosamente trabalhado era esperado que alguém não atraísse tanto a atenção ou seja é o que tem pra hoje apenas.
Ella é bem fiel ao filme, tirando a sobrancelha escura que deveriam ter arrumado né. O figurino foi bem fiel como podem ver nas imagens, a cartela de cores azul e rosa foi respeitada! Já cabelo que as vezes aparece bagunçado demais, ficou super cacheado, como o do baile por exemplo, ou em outras situações pareciam dreads como na cena que ela encontra o príncipe na floresta, sim o príncipe não o lobo mal.
Agora no momento mágico que todos esperam, o encontro com a Fada Madrinha, interpretado pela fabulosa atriz Helena Bohan Carter. Só pela participação já teve um bom peso pra mim assistir o filme, porque as interpretações dela são inspiráveis. Ela pode ser uma bruxa Bellatrix, uma trambiqueira em Os Miseráveis um personagem único sempre. Brilhou como fada madrinha!
E o príncipe? Eles não recebem muito ou nenhum destaque, os personagens masculinos tem sido mais esquecidos das obras da Disney, ou só servem pra dar um beijo. Aqui o príncipe tem sua importância, principalmente para a alavancada na vida de Ella, onde ela tem seu final feliz, mas essa “importância” é pincelada de maneira moderada, romântica  natural. Ele é atraente, sensível, leal e extremamente corajoso, bondoso, { Roob Stark} coisas que não saem diferentes da primeira obra porém complementam na história e somam para um final feliz, alguém duvida que o reinado deles vais ser longo? 


Enfim vale a pena assistir, se encantar e apaixonar por esse filme lindo, já espero os Funko Pop do Filme, tentei não escrever spoilers mais é inevitável pois todos conhecem a história né? 
 
Um beijo encantado ;*

0 comentários:

Postar um comentário